Carnavais Passados

Carnavais Passados

Você gosta de sentir vergonha por coisas erradas que fez no passado? Nem eu. E nem os irmãos de Roma, que receberam a carta do apóstolo Paulo. E, claro, nem ele próprio, que escreveu em Rm 6.20-21:

Porquequando éreis escravos do pecadoestáveis isentos em relação à justiçaNaquele tempoque resultados colhestes? Somente as coisas de queagoravos envergonhais; porque o fim delas é morte.

Para quem foi convertido a Cristo e recebeu como hóspede da alma o Espírito Santo, é torturante recordar pecados cometidos anteriormente, alguns particularmente abomináveis a Deus. Mesmo sabendo que foram todos perdoados em Cristo, dói muito olhar para trás e ver esse rastro detestável que deixamos na nossa trajetória. 
Pois hoje vou sugerir que tiremos proveito dos nossos antigos pecados, nessa época de Carnaval. Como? Alegrando-nos pelo fato de termos vergonha de tudo o que fizemos em carnavais passados (e se você nunca foi um grande folião, então pense em outras épocas impuras da sua vida pré-conversão).

Veja bem: a vergonha em si é desagradável, mas fato de termos vergonha, é espetacular! Indica uma guinada de 180 graus. Das trevas para a luz! E isso é motivo de grande alegria, concorda?

Voltando ao texto, Paulo não fica só no lamento das lembranças de coisas passadas. Ele prossegue no v.22:

Agoraporém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna.

Lembrando que agora estavam todos libertos do pecado, ele aponta para frente, desafiando-os a partirem para a prática de frutos limpos, bonitos, agradáveis ao paladar de Deus. Frutos para a santificação. Tudo isso como uma prévia para a vida eterna!

Tenha um feliz… não, não um feliz Carnaval, mas um agradável e útil período de descanso, aproveitando para meditar nessas coisas e em muitas outras maravilhas do alto.

Pastor Mauro Clark

Do Site http://www.falandodecristo.com/

Carnaval ou Carne não Vale

Carnaval ou Carne não Vale

O dicionário define Carnaval como “Período de três dias anteriores à quarta-feira de cinzas, dedicado a festas e folias.” Quanto ao significado e origem da palavra, há controvérsias. Alguns acreditam que significa: “adeus à carne”, já que depois deste período vêm a Quaresma, quando, segundo o Catolicismo Romano, não se podia consumir carne. Outros defendem que a palavra significa “prazer da carne”, vindo do termo “carnevale”.

Independente do significado original da palavra, o carnaval é a festa da carne. Para o carnaval, a carne é que vale! Evidentemente que não estamos usando a palavra “carne” para se referir ao alimento, mas indicando a velha natureza, significando o homem que ama o pecado. Carne, referindo-se à natureza humana decaída, que vê apenas o aparente, que se guia somente pelas sensações, que busca exclusivamente os prazeres terrenos. Carne, como o homem que quer viver sem respeitar os mandamentos de Deus, dependendo tão-somente de seus próprios recursos e fazendo somente a sua vontade. (Rm 7.18;Gl 5.19 ;Ef 2.3; 2 Pd 2.10)

Este tipo de festa é antigo. Já ocorria nos tempos do Antigo Testamento. Em Êxodo 32.6, no episódio do bezerro de ouro, o povo de Israel misturou religião com folia, e idolatria com imoralidade. Esse texto nos diz que o povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se.

O termo traduzido por “divertir” também significa “brincar”, “zombar” e “escarnecer”. Quando se refere a diversão, pode indicar tanto as sadias como as pecaminosas. Alguns exemplos: zombar de alguém, como os filisteus zombaram de Sansão (Jz16.25), relação sexual, como o exemplo de Isaque e Rebeca (Gn 26.8), e danças, como os festejos por vitórias militares (1 Sm 18.6,7). Quando o episódio é descrito no Novo Testamento (1 Co 10.7), o termo usado indica diversão associada com idolatria, licenciosidade e irreverência. No caso dos israelitas, incluía comida, bebida, orgias, gritos, cânticos, falta de controle e de restrições morais, algo que traria zombarias da parte dos inimigos do povo (Ex 32.6,18,25). Naquela ocasião, não havia nada para se festejar. Era apenas o resultado do desejo do povo de fazer farra. O resultado daquela baderna foi a quebra da aliança entre Deus e seu povo, pacto que precisou ser renovado, e a morte de três mil homens.

Não podemos deixar de notar as semelhanças dessa festa no deserto com o carnaval de nossos dias. Notemos que ela está inserida em um calendário religioso (antes da quarta-feira de cinzas, e da quaresma), não há um motivo especifico para a festa, a não ser o desejo de “farrear”, e também há bebida, comida, música, sexo, licenciosidade, falta de controle e de restrições morais, e coisas outras tantas coisas que nos envergonham e ofendem a Deus.

Os resultados também são semelhantes: afastamento de Deus, quebra dos Seus mandamentos, desobediência, rebeldia, e morte de muitos.

O livro de Romanos nos traz uma advertência quanto à participação nestas festas: Andemos dignamente, como em pleno dia, não em orgias e bebedices, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e ciúmes, mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e nada disponhais para a carne no tocante às suas concupiscências.(Rm13.13,14). Devemos andar como pessoas que andam de dia, de modo decente e apropriado a crentes. Como diz ali, “Não com orgias.” O termo traduzido por “orgia”, que aparece como obra da carne em Gl 5.21 (traduzido como “glutonaria”), era usado para festas onde havia muita bebida alcoólica e comportamento imoral.

No início, estas festas eram realizadas como procissões noturnas para homenagear algum deus. As pessoas percorriam as ruas com tochas para iluminar, e iam bebendo, brincando, cantando e dançando. Não com bebedices, que é embriaguez. Não com impudicícias, que se refere à promiscuidade sexual. Não com dissoluções, indica a lascívia, a libertinagem, que caracteriza os que não têm domínio próprio. Nem com contendas, isto é, brigas, desentendimentos, porfias. Nem com invejas, que também pode se referir a ciúmes. Alguém poderia dizer que alguma destas coisas não acontece no carnaval? Ao invés disso, os crentes devem se revestir do Senhor Jesus Cristo, e não fazer provisão para satisfazer aos desejos da carne. Não podemos ficar buscando meios para dar vazão aos nossos desejos carnais. Já no caso do carnaval é exatamente o oposto disso que acontece: todas as coisas cooperam para que os desejos carnais sejam satisfeitos. O cristão deve dizer não à carne, e não que a carne vale, isto é, que seus prazeres devem ser satisfeitos. Para o cristão não há carnaval!

Pastor Almir Marcolino Tavares

do Blog https://pastoralmir.blogspot.com.br com autorização.

Carnavalesco e Cristão?

Carnavalesco e Cristão?

Este Artigo é dirigido a qualquer um que se chama cristão e vai brincar o Carnaval. Cair na folia. Entrar no clima. Ou coisa parecida.

É difícil compreender como alguém se denomina cristão e sente-se bem num ambiente em que se pratica quase tudo o que o próprio Cristo condena!

No carnaval os princípios de Deus são desprezados, Suas leis esquecidas, Seu nome debochado. Um carnavalesco deveria examinar a si mesmo com franqueza e verificar se é o caso de se chamar cristão apenas por tradição religiosa e mera conveniência familiar e social. O Brasil está repleto desse tipo de cristão que constrange o nome de Cristo.

É por isso que somos o “maior pais cristão do mundo” e ao mesmo tempo temos a festa nacional mais imoral do mundo. Seria mais razoável que essas pessoas tirassem a fantasia e assumissem abertamente que não são cristãs, simplesmente porque Jesus Cristo não é o Senhor das suas vidas. 
É bem conhecido o comentário de muitos carnavalescos que sentiram um doloroso vazio de alma no meio de toda a animação. Um patético contraste – invisível aos outros – entre os lábios sorridentes e a alma chorosa.

Seja sincero com você próprio: de todos os carnavais que já brincou, qual deles lhe ajudou a se livrar definitivamente das suas angústias? Depois da euforia tudo volta a ser como era antes, ou até pior, não é mesmo? O seu problema é afastamento de Deus e o Carnaval lhe faz o tremendo mal de lhe distanciar ainda mais dEle. 
Você precisa da intervenção direta de Cristo, extirpando pela raiz o mal de seu coração e lhe implantando uma nova vida. Somente assim você ficará sabendo o que é a alegria que vem de dentro, implantada por Deus. Uma alegria que não depende de fatores exteriores, especialmente de males como o álcool, a droga, a imoralidade, a farra.

Se você tiver a felicidade de um dia se converter a Cristo e assim – independente da sua religião – tornar-se um verdadeiro cristão, você olhará para trás e dirá: “Meu Deus, em que triste condição eu me encontrava!”.
Você terá então vontade de gritar bem alto conosco no próximo Carnaval: “Parem com esta loucura. Vocês não sabem o que estão perdendo!”

Pastor Mauro Clark

sob autorização do Site Falando de Cristo: http://www.falandodecristo.com

Inimigos Invisíveis da Família! Cuidado.

Inimigos Invisíveis da Família! Cuidado.

Temos enfrentado muitos inimigos em variados níveis e esferas. Conseguimos ver muitos deles claramente. Hoje as pessoas zombam do casamento criado por Deus. Brincam sobre adúlteros e adultério. Ridicularizam quando um homem quer ser fiel à sua esposa. Virgindade e Fidelidade hoje são tidas como doenças graves. Gravidez virou sinônimo de coisa indesejável e ruim: “Isso é um Buxo” é uma expressão que Deus certamente abomina e infelizmente está na boca de muitos cristãos. Milhões de abortos por ano só no Brasil. Milhões de seres humanos assassinados na barriga de modo cruel. São “buxos” indesejados. São crianças nas barrigas de mulheres impiedosas.

Poderíamos citar milhares dessas lutas visíveis e que conhecemos bem. Porém as famílias e os cristãos enfrentam ataques muitas vezes imperceptíveis. Jesus disse que o Diabo veio para matar, roubar e destruir e ele tem seus súditos aqui na Terra. Mentes malignizadas orquestram por “trás dos bastidores” como o mundo deve pensar. Uma forma de pensar sendo incutida nas mentes. E essa mentalidade mundana está invadindo lugares outrora santificados. Não se vive mais em bases bíblicas em muitos lares cristãos. As bases são ditadas pela sociedade e acatadas naturalmente por milhões de filhos de Deus. “Manda quem não poderia e obedece quem não tem juízos bíblicos.” Se não estivermos bem alicerçados na Palavra de Deus tenderemos ao mundo.

O fato é que nossas mentes estão afetadas, em maior ou menor grau, pelo Sistema mundano. A sociedade nos incutiu na mente a falsa necessidade de ganharmos, sempre, mais e mais dinheiro e passamos a vida inteira acreditando nisso. Ela também nos incutiu na mente que precisamos, condição Sine Qua Non para a nossa felicidade, trabalhar, fazer faculdade, seguir carreira, acordar de madrugada e se possível nem dormir. Segundo a “sábia sociedade” não podemos ter 2 filhos! 3 é loucura! 5 filhos é prova de insanidade gravíssima. Afinal de contas, segundo ela, “a sapientíssima”, os colégios estão muito caros e caso nossos filhos não estudem nos melhores, eles não terão condições de vencer as loucas e desenfreadas batalhas das concorrências que a própria sociedade impõe. A sociedade nos propõe o corre-corre para alcançarmos a sonhada Felicidade que está bem ali na frente e depois nos deparamos com as Depressões, opressões diante de tanta pressão imposta como algo bom a ser buscado. Ela nos propõe a Felicidade assim e nos impõe a Infelicidade invariavelmente. Ela nos propõe a vida e nos impõe a morte!

A mensagem do Novo Testamento continua muito atual para você hoje: Salvai-vos dessa geração perversa e adúltera! Não se permita contaminar e ser destruído! Não permita que a sua família, que é a coisa mais preciosa abaixo de Deus, seja minada dia-a-dia, mas lute com Deus por ela! Lute principalmente incutindo em suas mentes os valores da Palavra. “Santifica-os na Verdade, a Palavra de Deus é a Verdade!”

Há um provérbio no mundo muito importante pra nós: “Dize-me com quem tu andas e direi quem tu és.” Se estivermos próximos de Deus e de Sua Palavra estaremos longe do mundo e de sua estultícia. Se estivermos longe de Deus e de Sua Palavra estaremos no mundo. Muitos de nós estão com os dois pés no mundo. Atolados! Talvez até estejam indo pra igreja domingo à noite mas o mundo está nestes e estes estão no mundo. A igreja, nesses casos, será apenas uma mera formalidade social. Seus cultos não mudarão nada em nós. Seus louvores não arderão em nossos corações e mentes. As mensagens não terão força pra mudar nada em nós, mesmo ouvindo centenas delas.

Cuidado com a mentalidade mundana que invade mentes e corações de cristãos genuínos e os transforma em “vivos mortos”, no sal insípido, sem gosto e sem valor nenhum, numa luz dentro de uma gaveta. Muitos dentre nós estão engavetados no Sistema.

Cuidado, sim, com as zombarias deste mundo perverso contra o casamento. Cuidado, também, com as tentativas visíveis de destruição da minha e da sua família. Batalhe, certamente, contra os abortos. Batalhe contra estes ataques do Inimigo, mas abra os olhos para as sutilezas que minam e destroem tanto quanto, ou até mais fortemente, nossos lares. Cuidado com os ditames desse mundo maligno. Cuidado com o Sistema que impera aqui nesse planeta. Mais do que um Sistema sem Deus ele é um Sistema AntiDeus!

Não permita que sua mente e valores sejam redirecionados.

Não aja como o mundo. Não pense como o mundo. Pense biblicamente e aja. Questione o que você faz e como você faz. Procure os porquês. Avalie se você segue nos mesmos caminhos dos seus vizinhos, colegas e parentes que não conhecem a Deus. Você marido, fala e pensa como os que não conhecem a Deus? Você trata sua esposa como seu parente ímpio trata a dele? Você esposa, trata seu marido como uma ímpia o faz? Seus filhos ajem como os filhos de pais que não temem ao Senhor? A única diferença entre sua casa e a do vizinho é que vocês vão pra igreja domingo à noite enquanto eles ficam assistindo futebol ou o Faustão?

Abra seus olhos para a feiura e malignidades desse mundo abrindo sua Bíblia todos os dias e devotando tempo para que Deus entre gostosamente em seu coração e mente. Somente assim o mundo não entrará em você. Somente assim o mundo não mandará em você. O Nosso Senhor é Outro.

Proteja a sua família. Coloque essa “camada de proteção” sobre seu lar. Abra a Bíblia pra sua família e seus olhos se abrirão para enxergar os sutis ditames de uma sociedade fadada à destruição.

Vele por sua família noite e dia. Zele por ela 365 dias por ano, 7 dias por semana, 24 horas por dia, o dia todo e todos os dias. Não cochile! Não temos tempo pra isso.

Não seja destruído como o mundo: Leia a Bíblia! Não pense como o mundo: Viva pela Bíblia! Não aja como o mundo: Seja Bíblico! Cuide de você e de sua amada família!

Vele e Zele! Vigie e Cuide! Ore e Lute.

 

Vagner Lemos

Errais não conhecendo as Escrituras!

Errais não conhecendo as Escrituras!

Hoje resolvi compartilhar com vocês uma situação que aconteceu comigo enquanto aconselhava uma irmã em Cristo com pouco tempo de conversão. Vivemos em uma época onde a cada esquina encontramos uma nova igreja dita evangélica. Pessoas que há meses atrás eram vistas em reality shows, da noite para o dia viram pastores e pastoras. Não quero dizer que nós, Batistas, somos os donos da verdade, porém o conhecimento da Palavra de Deus nos permite afirmar que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; de acordo com 1 Timóteo 4:1,2. 

Minha aconselhada está passando por um problema sério de saúde e foi levada por uma amiga a um pastor, que “resolveria” o problema dela. Esse homem ao recebê-la, “falou algumas coisas da Bíblia” (conforme disse minha aconselhada) e em seguida disse que estava vendo um lindo anjo que estava curando seu corpo com fogo e que ela teria uma grande notícia em 72h. Por estar fragilizada emocionalmente com a doença, ela chorou muito, mas não entendeu a experiência que passou, segundo ela, com um “pastor espírita”. 

Minha primeira pergunta foi: Já passaram as 72h? Ao que ela respondeu sim, então perguntei se algo tinha acontecido, e ela começando a desacreditar o “pastor espírita”, respondeu que não. Então peguei a Bíblia e esclareci alguns pontos que nós crente devemos saber:  

  1. Tudo que Deus tinha que falar para os homens, Ele já falou e está escrito na Bíblia. Não existe mais comunicação direta de Deus com nenhum homem. O que Deus não revelou é porque não quis revelar, “as coisas encobertas pertencem ao Senhor nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem…” Deuteronômio 29:29; 
  2. Deus abomina a atitude do homem de querer adivinhar o futuro. “Quando alguém se virar para os adivinhadores e encantadores, para se prostituir com eles, eu porei a minha face contra ele, e o extirparei do meio do seu povo.” Levítico 20:6; 
  3. Deus não promete a ninguém: cura de doença, restaurar casamento, filhos, emprego, dinheiro. O que Ele promete é estar conosco no meio da provação, nos dando alívio. “Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar. 1 Coríntios 10:13; 
  4. O fato de alguém usar a Bíblia não significa que é um Cristão, afinal quem conhece muito melhor a Bíblia do que nós (para nossa vergonha!) é o diabo, que ao tentar o Senhor Jesus usou as escrituras. Então o diabo o levou à cidade santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: “Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo. Pois está escrito: ‘Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra’”. Mateus 4:5,6;
  5. Conheça a Bíblia! Se você não conhece a verdade, nunca será capaz de perceber uma mentira. 

 

Larissa Ferraro

O cristão não se alegra com as injustiças!

O cristão não se alegra com as injustiças!

Andando pelo Caminho Sobremodo Excelente entre tantos adjetivos do verso 4 ao 7, chegamos ao verso 6 onde nos é dito que o Cristão que vive com base em capítulo e versículo não se alegra com a injustiça. Essa é uma das evidências de alguém que tem o Espírito Santo habitando em si. Uma vez que nele está “plantada” a Divina Semente ele, claro,  não se regozija com as imundícies desse mundo caído.

Hoje no mundo as pessoas dão risada de tudo quanto não presta. O riso delas é de cumplicidade e de satisfação. 
Imoralidade desenfreada, fofoca fácil, filmes malignos, piadas indecentes, chocarrices e “cachorrices” que provam de quem são.  De tudo o que é imoral, violento, vil o povão gosta. Como diria Roberto: “Será que tudo o que eu gosto é imoral, é ilegal ou engorda.” E não é só ele que chafurda nestas coisas. Os produtores de TV sabem disso muito bem. Eles sabem que quanto mais baixo for o nível maior será a audiência. Quanto pior, mais terão lucro! Eles não precisam de excelência, criatividade, suor, inteligência para produzir qualquer programa se o foco for dinheiro. E como geralmente o foco é dinheiro o povo recebe o que procura. A voz do povo, que quase nunca foi a voz de Deus, sempre pede imoralidade e sangue como Satanás lhe sugere.

Salvai-vos dessa geração tão perversa que se deleita com injustiças!

A grande maioria dos religiosos não faz nenhuma restrição ao conteúdo da Televisão. O povo que se diz “de Deus” vai ao cinema assistir assassinatos em série e se deleita nisso. Uma vez um irmão me contou que tinha ido assistir um filme muito bom com seu filhinho. Isso faz uns 20 anos. Quando lhe perguntei qual … assustei-me com a resposta: – Harry Potter”. E as coisas só tem piorado de lá pra cá. A mente dos filhos de cristãos está conhecendo e amando mais Hollywood do que a Bíblia. Não é de se admirar o quem vem na adolescência e juventude destes filhos de cristãos…

Um seguidor de Cristo não é assim. Ele não se alegra com as injustiças desse mundo perdido. Ele não gosta, se sente mal, tem nojo disso. O Povo de Deus se afasta delas. Conforme Isaías, aqueles que irão habitar com o Deus Santo e Justo fazem exatamente o contrário: “O que anda em justiça e fala o que é reto; o que despreza o ganho de opressão; o que, com um gesto de mãos, recusa aceitar suborno; o que tapa os ouvidos para não ouvir falar de homicídios, e fecha os olhos para não ver o mal,  este habitará nas alturas;” Is 33:15 e 16

Davi, sendo amigo de Deus, tinha um sentimento avesso às injustiças e maldades humanas: “Não porei coisa injusta diante dos meus olhos; aborreço o proceder dos que se desviam; nada disto se me pegará. Longe de mim o coração perverso; não quero conhecer o mal.”  Sl 101:3-4

Dize-nos com quem tu andas ou do que tu gostas e saberemos quem tu és.”

Como filhos de Deus temos esta característica. Nunca nos alegramos com as imoralidades, tolices, piadinhas indecentes e toda e qualquer injustiça desse planeta chamado Lama. Aliás, bem que os habitantes desse mundo poderiam ter por sobrenome o mesmo daquele monge tibetano: Dalai Lama. Francisco Lama, Maria Lama e assim por diante…

Que tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” Filipenses 4:8

Deus, amado, ajuda-nos a não acharmos graça nas desgraças deste mundo enlameado pela imundície do pecado. Ajuda-nos a reconhecermo-nos como cristãos autênticos pelo nojo que sentimos com todo este lamaçal em que se atolam e chafurdam os seres desumanizados.

Pois estamos em Cristo, Santo e Justo!

Vagner Lemos

Pin It on Pinterest

Para solicitar um Mezuza basta inscrever-se!

Em breve nossa equipe estará entrando em contato com você!

Aguarde nosso contato!